Desfralde – Como desfraldar sem trauma

desfralde

Desfralde – Quando começar?

Em geral, por volta dos 2 anos, a criança começa a apresentar sinais de que está pronta para desfraldar. Não é incomum que esses sinais apareçam apenas por volta de 3 anos, às vezes até 4 anos.

Desfralde – Sinais de prontidão:

  1. Já tem o domínio da marcha. Corre e pára quando encontra um obstáculo;
  2. Já não está tão excitada para caminhar, correr, ficar de pé o tempo todo. Já consegue ficar sentada por algum tempo concentrada em determinada atividade;
  3. Compreende o significado das palavras: cocô, xixi, banheiro, seco, molhado, limpo, sujo;
  4. É capaz de guardar os objetos em seus lugares, identificar os proprietários dos objetos. Compreende que penico ou privada são os lugares corretos para cocô e xixi;
  5. Sabe tirar e colocar a calcinha ou a cueca;
  6. Urina e evacua em horários regulares;
  7. Fica seca por duas horas durante a soneca da tarde;
  8. Avisa que fez cocô e xixi, fica incomodada e quer trocar;
  9. Avisa que vai fazer;
  10. Mostra interesse em aprender para ser como o adulto;
  11. Sabe se referir a si mesma na primeira pessoa.

Não inicie o desfralde:

  • Se a criança não estiver interessada. Pergunte se ela quer tirar a fralda. Não insista se ela não estiver pronta. Pode gerar ansiedade ou insegurança.
  • Se houver mudança na rotina da criança, como mudança de casa, escola, cidade, morte, separação, nascimento do irmãozinho.

Como fazer o desfralde- Dicas gerais:

  • Permita que a criança veja outras crianças e pessoas da casa no banheiro, porque as crianças aprendem por imitação;
  • Não force a criança;
  • Não demonstre nojo. Não fale “caca” ou qualquer palavra negativa, porque isso pode fazer com que a criança não queira ter contato com suas fezes;
  • Não compare;
  • Não apresse;
  • Use roupas fáceis.

Etapas do treinamento de desfralde (Adaptado do Método Brazelton):

1º. Controle do cocô:

  • Leve a criança para comprar o troninho;
  • Deixe o troninho junto com os brinquedos. Deixe a criança sentar-se nele, vestida, para se familiarizar;
  • Depois de uma semana, leve o troninho para o banheiro. Retire o cocô da fralda, coloque primeiro no penico, para depois despejar no vaso. No começo, não dê descarga, pois algumas crianças se assustam. Após algumas vezes, passe a dar descarga, e, ao fazê-lo, diga que o cocô vai passear e dê tchau para o cocô. Assim, a criança aprende a conexão entre cocô, penico e vaso.
  • Deixe a criança sentar vestida no penico enquanto você senta no vaso sanitário. O exemplo ajuda na aprendizagem;
  • Avise que ela vai aprender a fazer cocô como os adultos ou o irmãozinho maior;
  • Leve ao penico próximo ao horário em que a criança costuma evacuar se ela tiver horário certo. Se ela não tiver horário certo, leve-a 20 minutos após as 3 principais refeições, e, ao fazê-lo, diga: “- Vamos experimentar e ver se o cocô vai sair”;
  • Tire a fralda e deixe a criança sentada por 2 a 10 minutos dependendo do tempo que ela consegue ficar tranquilamente. Vá aumentando o tempo aos poucos. Converse, leia para ela. Há quem sugira livros próprios para o desfralde. Você encontra na internet uma lista deles;
  • Estimule a criança a “fazer força”. Faça massagem leve na barriguinha;
  • Elogie a criança por ter conseguido ficar sentada, e, se tiver tido sucesso, elogie ainda mais;
  • Se a criança ficar sentada e depois evacuar na fralda, não comente. Ignore e troque normalmente;
  • Depois de algumas semanas, quando a criança já estiver controlando o cocô, retire a fralda totalmente, para iniciar o controle do xixi.

 

2º. Controle do xixi:

  • Leve a criança ao banheiro em intervalos de mais ou menos duas horas para que ela tente urinar;
  • Faça barulhinho de xixi, ou ligue a torneira e fale: “- Vamos ver se tem xixi”;
  • Meninos e meninas aprendem a urinar sentados;
  • Elogie quando houver sucesso;
  • Durante o processo de desfralde, é normal que ocorram escapes. Não demonstre desagrado, decepção, ou repreenda. Se houver escape do cocô, higienize, mas não dê banho. Se a criança gostar de banho, pode ser um reforço para manter o escape.

 

Observação importante:

Não apresse o desfralde. Se a criança se mostrar tensa, ansiosa ou preocupada, aguarde mais um pouco. Retornar à fralda não é problema.

Problemas podem acontecer com o desfralde feito sem que a criança apresente os sinais de prontidão. Pode ocorrer obstipação intestinal por retenção ou perda do controle já adquirido quando a criança passa por um momento mais tenso ou inseguro.

Para o desfralde noturno acesse o vídeo:https://www.youtube.com/watch?v=39yfcmbvdUk

Para desfralde em crianças especiais acesse:https://www.youtube.com/watch?v=e-1WNOK19c4

Mais dicas sobre desfralde:http://ninguemcrescesozinho.com.br/tag/desfraldamento/

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Deixe uma resposta